BAK Cultural – 1ª Encontro

Os primeiros acordes tocados no projeto BAK Cultural, foram pela banda Vertente Acústica que apresentou uma quantidade de variações musicais que gostam de levar ao público: o repertório incluiu desde 10.000 maniacs, Amy Winehouse e Tina Turner a Bob Marley, Adoniram Barbosa e Maria Rita, e também os eternos clássicos como Queen, Ray Charles, Doors, Elis Regina e Janis Joplin. Em um ambiente agradável, que é a Casa d’ Herci estúdio, e um público de amigos, músicos e envolvidos com a música em São Mateus, o clima foi de imensa comemoração.

Marcado para ocorrer a partir das 19h00, o evento começou no In Studio com a primeira apresentação do Futuro Now, apresentando uma sonoridade eletrônica composta e apresentada por uma única pessoa, o artista plástico e músico Tonny Willians. Tudo ocorreu dentro do estúdio, sendo transmitido por um telão para todo o público que colou os olhos no telão do inicio ao fim da apresentação.

Logo após, no coffeshop, se apresentando também pela primeira vez, Marcinho trouxe suas composições reflexivas e bits pesados em forma de Rap que embalou a galera.

Enquanto isso, a galera da Banda Violéte afinava seus instrumentos dentro do estúdio para mais uma In Studio. Hoje, com seu primeiro EP “Somos o que éramos”, eles procuram passar para quem ouve a sua essência própria. Para Midi, vocalista da banda Violéte,  “ Ser vocalista e tocar música própria, é uma evolução pessoal”, comenta ela, que finaliza dizendo “Saber que você tem capacidade de criar é muito bom. Ainda mais quando você toca com pessoas mais do que especiais. No começo é preciso tocar cover, mas chega uma hora que você precisa mudar. Tocar som próprio é a evolução da sua alma”.

O primeiro encontro terminou com mais Vertente Acústica tocando clássicos do rock.

*Com trechos retirados da Revista Friday e foto retirada do Facebook da banda.
Publicado em BAK Cultural, INICIO, PROJETOS | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Perifacine no Festival do Livro e da Literatura de São Miguel

O Perifacine participou do Festival do Livro e da Literatura de São Miguel a convite da Fundação Tide Setubal. Realizamos 5 exibições de curtas metragens nos dias 26 e 27 de outubro para 230 adolescentes da EMEF Profª Wanda Ovídio Gonçalves localizada no Jd. das Oliveiras.

Os vídeos exibidos foram documentários com o foco na identidade dos jovens e adolescentes moradores da periferia de São Paulo. Após cada exibição realizamos uma longa discussão com pauta nessa questão. Durante as discussões acabamos por ampliar a conversa para questões mais técnicas sobre gêneros cinematográficos e as formas de se produzir um filme independente.

Representando do cineclube em conversa com os alunos

Foram dois dias incríveis no qual ficaram guardado os sorrisos dos adolescentes que ficaram encantados com os vídeos e fascinados ao descobrir que a imagem em movimento é mais uma possibilidade para escrever histórias,  inquietudes e sonhos. Assim como além de se produzir existe diversas maneiras para se difundir além das grandes salas de cinema e do  you tube que já vem fazendo parte da realidade de grande maioria de nossos adolescentes.

Alunos da EMEF Wanda Ovídio

Foi muito bom participar do Festival pela segunda vez e por ter sido bem recebido pelos alunos e equipe da escola.

Por: Priscila Machado

Publicado em INICIO, Perifacine | Deixe um comentário

Cine Rua Nova – Outubro

No dia 16 de outubro estivemos mais uma vez realizando uma exibição no espaço da Rua Nova. Já chegamos com todas as crianças a nossa esperança na porta do espaço.

A  exibição  contou com uma programação bem variada e diferenciada das que costumamos fazer.  Como  esse  é  um   trabalho  de  formação  de público resolvemos apresentar alguns vídeos  com  linguagens  e  mensagens  distintas.  A  exibição  contou  com  vídeos  de ficção, documentário e animação e como de costume não faltou pipoca e refrigerante.

Agora estamos nos preparando para realizar a última exibição do ano e acreditamos que conseguiremos fechar o ano como os meninos e meninas da rua nova merecem.

Por: Priscila Machado

Publicado em INICIO, Perifacine | Deixe um comentário

CEC Perseverança Maria da Silva no Pró Morar – Entretodos 4

Nos dias 22 e 28 de setembro aconteceu duas exibições no CEC Perseverança Maria da Silva  no  Pró  Morar  em  parceria  com  Festival Entretodos 4 – CEDECA Sapopemba – Perifacine e Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto. 

Ao  chegar  no  espaço  próxima  a  nossa  unidade  do Pro-morar  os  meninos e meninas da instituição  já  nos  esperávamos  ansiosos  para  iniciarmos  a sessão, que dessa vez não era com  uma  TV  nem com muita luminosidade na sala, pois deixamos o espaço bem diferente do  comum,  com  o  telão  e  músicas.  Na  exibição  do dia 28 colocamos o CD do coletivo de música  de  Itaquera  “Engrenagem  Urbana”  rolando  de  inicio.  Assim  que  as crianças se acomodaram  fizemos  uma  abertura explicando o que era curtas metragens, falando sobre  gêneros cinematográficos,  sobre  o  Festival  Entretodos,  sobre  a temática encontrada nos vídeos e sobre as mensagens que eles encontrariam.

Durante a sessão os filmes causaram diversos estranhamentos na criançada, que assistiam historia  parecida  com  a  de  muitos  deles,  de  ter  que  as  vezes  deixar  de brincar para trabalhar junto com os pais.   O  mais  marcante neles foi  pensar em como é bom brincar e aproveitar  a  infância  de  perceber  que  isso é importante e devem aproveitar ao máximo cada momento da infância.

Após  os  filmes ,  realizamos   discussão  que  trouxeram   grandes   reflexões,  então  para aproveitar o momento pedimos para os meninos se dividirem democraticamente em grupo de 3 pessoas,  sem  deixar ninguém de fora e que  cada grupo teria a missão de representar em   duas  folhas  de  papel  sulfite  o  que  mais  chamou  atenção  deles  nos  filmes,  e  que deixassem bem claro o motivo de tal parte ter chamado a sua atenção.

Lindos    desenhos saíram desta atividade realizada no dia 22 de setembro e  todos pediram para   ter  mais  sessões  de  cinema nos espaço e na semana seguinte retornamos ao espaço para realizar exibição para outro grupo de crianças do espaço.

Por: Priscila Machado

Publicado em INICIO | Deixe um comentário

Cine Cedeca Sapopemba + Perifacine e Entretodos 4

No dia 18 de setembro fizemos uma maratona de cinema e discussões, com lanches, pipoca, refrigerante e diálogos sobre as questões de direitos humanos que circula pela vida de cada um  deles  usando  como  base  da  discussão  a  programação  do Entretodos 4 e dois curtas selecionados pela equipe do Perifacine para complementar a maratona.

Cine Rua Nova – Festival Entretodos 4

Os filmes prediletos segundo os meninos foram “Esaú o catador de história, A conquista do Espaço,  Sinal  Fechado  e  A  fábula  da  Corrupção”, pois sentiram uma proximidade muito grande com as obras e também.

O Curta-metragem “A conquista do espaço”, trouxe a reflexão de que não precisa ter muito para ser feliz, e muitas das vezes  muito  deles pensam  que isso resolveria toda a vida mais não é bem assim que é,  já são privilegiados  por  serem unidos e terem muitos amigos para brincarem e ter uma bela infância cheia de sonhos e fantasia.

No  final  da  maratona do  Cine  Rua  Nova  no qual  exibimos 10 filmes naquele domingo repleto de pequenos momentos belos que fechou com os meninos e meninas pedindo mais filmes.  Os  meninos  e  nos  auxiliaram  a  desmontamos os equipamentos e a sensação de alegria e satisfação da equipe e dos moradores,  esses futuros cinéfilos foram as melhores possíveis

Outra exibição que aconteceu foi na unidade do CEDECA Sapopemba – Projeto Lasco – Pro Morar I . Nessa o  foco outro, pois o publico  alvo  foram  os  educadores, técnicos e  pessoas freqüentadoras  do   espaço,  após   cada  filme  foi  feito  uma  reflexão sobre a realidade da comunidade  do  Pró -morar I  e  da  vivência  das  pessoas.   Os  filmes  que  mais geraram especulações foi “Sinal fechado e Entrevãos”. Comentaram bastante a respeito da vida que leva os  vendedores  ambulantes  e  a relação  das  pessoas das cidades do interior com sua relação com a cidade, onde o mínimo faz a diferença.

Grande agradecimento se deve a essa parceria entre a comunidade, festival Entretodos, cineclube Perifacine e CEDECA Sapopemba.

Por: Priscila Machado

Publicado em INICIO, Perifacine | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

PERIFACINE NO FESTIVAL ENTRETODOS 4

Mais um  sucesso  de  público:  o  Cineclube  Perifacine  reuniu   mais   de  600  pessoas  em quatro  dias  de  programação  do  Festival  Entretodos 4.   Crianças  de  escolas  públicas   e adultos  do  Centro  Educacional  para  Jovens  e  Adultos  –  CIEJA assistiram aos filmes do circuito,  entre  curtas  infantis  e  diversos  outros  temas como trabalho infantil, conciliação de  vida  profissional  e pessoal, estudos e diferenças sociais. E ao final de cada exibição mais uma  vez  a  platéia  levantava  questões sobre os assuntos e identificavam semelhanças em seu cotidiano com as histórias exibidas.

A abertura  do  Festival  foi  para  alunos  de  1ª, 2ª 3ª e 4ª  série do ensino fundamental na Escola  Estadual  Lourenço  Zanelatti. Foram duas sessões, sendo que a primeira foi para 3ª e  4ª série. Mais de 300 crianças assistiram à sessão infantil de curtas e, novamente ao final das  sessões  foram  realizados  debates  sobre  o  que elas haviam compreendido dos filmes exibidos  – comentários  esses  do  tipo  “Ele  está trabalhando para ajudar a família quando deveria   estar  na  escola”,  reflexão  do  pequeno  Henrique  Oliveira, sobre o curta Esaú, o catador de história”.

Já com o publico adulto, no auditório da  Escola Estadual José Maria Whitaker, sabíamos que a sessão seria boa e renderia um bom debate sobre o tema. Alunos e professores acomodados na  expectativa  pela primeira  exibição  de  curtas-metragens  na  escola. Apresentamos o trabalho que o Perifacine vem desenvolvendo pela região de São Mateus e arredores e a relação com o Entretodos. Dando uma pausa no papo ativo que estava acontecendo, começou a exibição dos curtas.

As  reações  eram  das  mais  adversas,  entre   as   surpresas  e   aventuras  do curta “Esaú, o catador de história” o tema do  trabalho  infantil  estava  na  cabeça  de  cada  pessoa,  em especial dos  pais  que  estavam   presentes .   Seguimos  uma  programação   com os  curtas “Entrevãos”  e  “Temperamental” para  expressar a questão  do deslocamento.  Ao termino de cada   filme    alunos  e professores  identificavam   as  mensagens   intrínsecas    e    suas semelhanças. Por exemplo,  em  “Entrevãos”, eles  comentaram sobre as pessoas querendo a cidade e em “Temperamental”  pessoas  com   problemática   social   dentro   da   cidade.   Uma   parte  muito  marcante  foi  na  fala   de   um  personagem   do  curta  “Entrevãos”   que  diz  “Não  quero   mais  voltar para cidade, é  muito  difícil  a  vida  lá”,  os  presentes discutiram  bastante  essa questão  da  diferença  social existente.

Em meio aos debates surgiam perguntas sobre como trabalhamos, por onde tínhamos passado e quais filmes haviamos participado

Ao final da exibição dos filmes foi realizado sorteio de camisetas do festival, e com certeza as pessoas sorteadas irão se orgulhar em usar uma camisa de um festival que mostra mais que filmes curtas-metragens. A exibição na EE José Maria Whitaker foi uma grande troca de conhecimento, entre nós, alunos e professores.

Pela segunda vez neste semestre o Cineclube Perifacine passou pelo CIEJA São Mateus, desta  vez  com  a  temática  dos  Direitos  Humanos . Um publico de adultos cursando o supletivo e pessoas especiais foi a primeira sessão do dia.

Os filmes escolhidos em especial “Sinal Fechado” nos   levou   a  pensamentos  e  debates calorosos com pais que ali estudam e seguem para seus trabalhos. Viam-se presentes nos trabalhadores ambulantes que batalham todos os dias  e  são  praticamente  invisíveis aos olhos da sociedade. Os outros dois filmes os conduziram a  pensar  na  questão de trabalho infantil e ao relacionamento dos filhos com a rua e seus   amiguinhos.   Os  pais  debatiam a questão que às vezes as pessoas nem mesmo tem o que comer em casa, e são praticamente obrigados a saírem para a rua correr atrás de  comida ou  dinheiro para sobreviverem, eles próprios identificaram  as  problemáticas  dos filmes e se  identificavam  dentro  das obras chegando  até  se  colocarem  dentro  de  um  filme  quando  levantado  a  questão de estar retornando aos estudos depois de certa idade, quanto isso é importante e as vezes difícil.

Enfim,  quando  todas as exibições haviam acabado apenas parabenizamos a todos e falamos para terem força que o caminho para uma vida melhor é a educação.

Por: Tiago Kinzári

Publicado em INICIO, Perifacine | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Cine Rua Nova 27 de Agosto – 25ª Exibição do Ano

No dia 27 de agosto partimos para Sapopemba para realizar a 25ª exibição do ano do Perifacine e a 13ª da terceira fase, que segue com apoio do Programa VAI 2011.

Neste dia exibimos dois médias e dois curtas metragens. A exibição começou como programado, com o média metragem “Jennifer” de Renato Candido de Lima, após a exibição o próprio Renato puxou uma conversa com as crianças na laje do Cine Rua Nova. Um fato importante ocorreu neste dia,  foi que durante o filme os moradores da Rua Nova começaram a se aproximar do Cine para apropriar do espaço e assistir ao filme de perto.

Em seguida exibimos o outro filme média metragem “Deuza – registro de um milagre” de Fernanda Ferrari e mais dois curtas animação para fechar a noite.

O Cine Rua nova vem se formando há um mês na laje do espaço Rua Nova do CEDECA Sapopemba, já conquistou as crianças e agora luta para conquistar o público adulto.


Publicado em INICIO, Perifacine | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário